A glória da animação brasileira está no SundanceTV On Demand

Nos dias que correm, parece que o cinema de animação só vinga quando vindo ora dos EUA ou do Japão. Contudo, muitos outros países e muitas outras indústrias cinematográficas se têm vindo a aventurar pelo universo da animação.

Há grandes clássicos a virem de países como França, Alemanha, República Checa e muitos outros, por exemplo. No panorama da América Latina, o Brasil apresenta uma rica história de cinema de animação. Foi em 1907 que curtas de animação começaram a ser mostradas em cinemas brasileiros. Desde então, desenhos animados vindos de outros países tiveram sucesso com audiências brasileiras e não demorou muito até que os artistas e cineastas locais começassem a desenvolver as suas próprias propostas animadas. Mesmo assim, demorou até aos anos 50 para que se começassem a produzir longas-metragens de animação, sendo que a “Sinfonia Amazónica” de Anélio Lattini Filho foi a primeira.

Com isso dito, os últimos anos têm visto um astronómico desenvolvimento no que se refere a filmes animados e produzidos no Brasil. “O Menino e o Mundo”, uma arrojada experiência estética e poética de Alê Abreu até conseguiu conquistar uma nomeação para o Óscar de Melhor Filme de Animação. Outra recente obra-prima que merece muito respeito e ainda mais aplausos é “Rio 2096 Uma História de Amor e Fúria” do realizador Luiz Bolognesi.

Este soberbo filme passa-se num futuro desolador, no Rio de Janeiro de 2096 onde a água potável se tornou no recurso mais cobiçado e precioso para a sociedade humana. Dessa premissa futurista, Bolognesi desdobra um conto que transcende as barreiras da História brasileira. Ao longo de séculos, acompanhamos duas almas, um homem e uma mulher em constantes ciclos de reencarnação e sempre destinados a acabar juntos. No entanto, mais do que um tratado em ficção-científica e romance cósmico, “Rio 2096 Uma História de Amor e Fúria” reflete sobre a evolução da cultura e identidade brasileira. Trata-se de uma proposta de animação para adultos, onde se discutem temas pesados como o legado do colonialismo português e a sombra da ditadura militar sobre o século XX. Como o título indica, através do romance o filme encontra a fúria, uma raiva política contra as injustiças que têm vindo a abalar a nação destes cineastas. É algo belíssimo e absolutamente imperdível!

Tal como muitos filmes de excelência, “Rio 2096 Uma História de Amor e Fúria” está disponível na plataforma SundanceTV On Demand e que poderá subscrever através dos operadores NOS e MEO por apenas 2,99€/mês. Não perca a oportunidade de ver uma jóia de animação brasileira.

Posts Más Recientes