Os encantos de Sabine Azéma

Sabine Azéma começou a carreira diante das câmaras com uma série televisiva chamada “La preuve par treize”. O seu salto do pequeno para o grande ecrã não tardou muito, sendo que logo no ano seguinte ela já conquistava fãs cinéfilos quando apareceu numa comédia de Georges Lautner chamada “Já Se Viu Tudo!”.

Na década de 70, o cinema francês vivia uma época de transição. As loucuras da Nova Vaga haviam esmorecido com o fracasso do Maio de 68 e uma geração de revolucionários desiludidos enfrentava agora o desafio da produção artística num mundo em que a mudança genuína parecia uma impossibilidade. Mesmo assim, esses artistas vingaram e conceberam grandes obras de arte, ora rejeitando os preceitos radicais da Nova Vaga ou levando os seus ideais e experimentações ao limite.

Neste contexto, Sabine Azéma encontrou um cinema feito à sua medida. Chegado o ano de 1977, já ela ia a Cannes estrear filmes como “Uma Rapariga Frágil” de Claude Goretta. Contudo, foi quando ela começou a colaborar regularmente com autores consagrados que os críticos e as audiências se aperceberam da importância da atriz. “Por Um Domingo no Campo” de Bertrand Tavernier e Mélo de Alain Resnais, Azéma viria a ganhar dois prestigiados César para Melhor Atriz e as suas aventuras no cinema de autor até a trouxeram a Portugal, onde atuou para as câmaras de Andrzej Zulawski em “Cosmos”.

No panorama das suas obras mais recentes, há que se dar destaque a “Chouquette”, estreado originalmente em 2017. Atrevido, sem vergonha e com muitas gargalhadas, este filme é uma comédia que segue a tradição da farsa francesa. A história é sobre uma mulher que organiza um grande festejo de aniversário para o marido, mas fica de boca aberta quando a antiga amante do senhor decide dar a cara.

Azéma dá vida à anfitriã traída e a sua prestação lembra-nos que, não obstante o seu gosto pelas vanguardas europeias, esta é uma atriz que também sabe como agradar ao público e fazer rir até chorar. O delicioso “Chouquette” está disponível através no SundanceTV On Demand. Pode subscrever ao serviço através dos operadores NOS e MEO, por apenas 2,99€/mês.

Posts Más Recientes